Caseiro troca tiros com autor de chacina no DF.


Na noite desta segunda-feira (14/6), houve uma troca de tiros entre Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, e um caseiro na região de Cocalzinho (GO), Entorno do Distrito Federal.  O funcionário de uma chácara teria atirado mais de oito vezes contra o suspeito, que conseguiu fugir. Não se sabe se ele foi atingido.


Um grande efetivo policial está na área conhecida como Areia Branca, apertando o cerco contra o foragido. O Metrópoles apurou que Lázaro teria pedido comida e o caseiro não quis dar. Ele efetuou disparos contra a janela da chácara, e o funcionário revidou. O caseiro não foi atingido.
Segundo a PMDF, a área está cercada e a expectativa é que ele seja capturado a qualquer momento.

Lázaro é suspeito de matar Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15. Ele ainda sequestrou Cleonice Marques de Andrade, 43 anos, esposa de Cláudio e mãe das outras vítimas. O crime ocorreu na madrugada do dia 8/6, no Incra 9, em Ceilândia.
O corpo dela foi encontrado nesse sábado, em um matagal. O cadáver estava sem roupa e com um corte nas nádegas, em uma zona de mata perto da BR-070. 

Torturada, mutilada e possivelmente estuprada. A morte de Cleonice reflete a crueldade de Lázaro Barbosa de Sousa, 32. O criminoso, autor da chacina que ainda tirou a vida do marido e dos dois filhos da mulher, permanece foragido há seis dias. Caçado por uma coalização de forças policiais, o maníaco arrancou uma das orelhas e executou Cleonice com um tiro na nuca.

As polícias do DF e de Goiás realizam um cerco há seis dias, com base em Edilândia (GO), Entorno do DF, para capturar o criminoso. No fim de semana, uma equipe da Polícia Militar chegou a se deparar com o foragido, mas ele trocou tiros com os militares e fugiu para o mato.

(Via: Metrópoles | Foto: Reprodução)
Imagens de tema por Maliketh. Tecnologia do Blogger.